Saiba mais sobre a Enfermagem do Trabalho







Enfermagem do Trabalho é uma área razoavelmente nova, que surgiu a partir da necessidade de se ter um profissional da saúde atuando internamente em instituições e empresas de diversos segmentos.

Na verdade, a ideia já existe há algum tempo, mas a Enfermagem do Trabalho como profissão e especialização só se desenvolveu nos últimos anos. A princípio, era vista apenas dentro de um parâmetro micro, em que o profissional — nesse caso, o enfermeiro — poderia realizar apenas o atendimento emergencial dentro de um local de trabalho específico.

Hoje, depois de passar por uma ampliação e com um maior entendimento do mercado, a área reconhece que o desempenho dos profissionais também é estendido. Um fato que contribuiu muito para isso foi a regularização das medidas de segurança e proteção à saúde do trabalhador por meio da Norma Regulamentadora (NR 4).

Logo, o profissional com essa formação passou a integrar a equipe do Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho (SESMT) dentro das empresas.

Quem pode atuar?

Nesse novo contexto de expansão da área, podem atuar todos os graduados, técnicos e auxiliares de Enfermagem — desde que devidamente especializados em Enfermagem do Trabalho.

A grande diferença é que o grau de formação de cada um desses profissionais será determinante para as atribuições de cada um e, consequentemente, para a ocupação das vagas disponíveis.

O estudante que fez um curso superior completo é o responsável pelo cargo de enfermeiro do trabalho, com capacidade de assumir atividades mais complexas e responder pelo setor em uma empresa ou instituição.

Já os técnicos e auxiliares de Enfermagem são aqueles que fizeram cursos de menor duração, geralmente de nível médio. Isso não impede que eles trabalhem com a Enfermagem do Trabalho, mas significa que devem integrar o time como auxiliares.

O que é preciso para ser um profissional dessa área?

Antes de mais nada, é necessário ter a graduação em Enfermagem para ser qualificado como um profissional da área. Além disso, é crucial ser membro inscrito no Conselho Regional de Enfermagem (Coren), que é um requisito obrigatório para quem deseja exercer a carreira no país.

Então, o próximo passo é buscar uma especialização em Enfermagem do Trabalho que, em geral, tem duração de dois semestres, dependendo da instituição de ensino escolhida. A grade curricular desse curso conta com matérias específicas, como:

Legislação em Saúde do Trabalhador;
Saúde Mental no Trabalho;
Atenção à Saúde do Trabalhador;
Doenças Ocupacionais;
Biossegurança;
Ergonomia;
Vigilância em Saúde do Trabalhador.

Embora a formação básica seja essa, é importante que o profissional que se dedica a esse campo tenha consciência de que algumas características comportamentais são relevantes para o seu sucesso.

Alguns exemplos são: proatividade, empatia, comprometimento, liderança e disposição para trabalhar em equipe. A boa comunicação é outro traço especial para esse tipo de perfil, já que muitas vezes é preciso lidar diretamente com o público dando palestras e passando informações aos trabalhadores.

O enfermeiro responsável pela área prestará serviços relacionados à saúde em alguma empresa, e suas atividades permearão em torno do planejamento de ações e diretrizes no ramo da Enfermagem, por exemplo:

prestar primeiros socorros aos colaboradores em urgências dentro da empresa;
acompanhar a saúde do trabalhador no ambiente de trabalho;
elaborar projetos que visam minimizar os riscos de acidentes e doenças ocupacionais;
estudar e observar as condições de higiene, insalubridade e periculosidade no ambiente de trabalho;
identificar riscos e coletar dados de doenças ocupacionais;
estimular ações com o intuito de preservar a integridade física e mental do trabalhador;
instruir o trabalhador quanto à importância dos equipamentos individuais de segurança para a saúde;
educar os trabalhadores quanto à prevenção de acidentes;
supervisionar técnicos e auxiliares quanto à sua função;
treinar os integrantes da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) no que se refere à prevenção de doenças dos colaboradores;
atender às necessidades do trabalhador, entre outras atividades, como palestras e cursos.

Para cumprir tais responsabilidades, o enfermeiro graduado deve trabalhar em conjunto com técnicos e auxiliares, e também com profissionais de outras áreas.

Onde poderá trabalhar?

O enfermeiro do trabalho pode atuar dentro de empresas ou instituições como:

hospitais;
escolas;
postos de saúde;
fábricas;
indústrias;
comércio;
sindicatos, entre outras.

A enfermagem do trabalho é um curso de especialização, ou seja, uma pós-graduação lato sensu. Para tornar-se um profissional dessa área, é necessário, antes de tudo, cursar uma graduação em Enfermagem e possuir registro no Conselho Regional de Enfermagem (COREN).

O curso de pós-graduação em enfermagem do trabalho tem a carga horária total de 360 horas, ou seja, o estudante pode concluí-lo em um período entre 12 e 18 meses. Neste período, o estudante entrará em contato com as seguintes disciplinas que, entre outras, compõem a grade curricular:

Políticas públicas de Saúde do Trabalhador;
Saúde ambiental e meio ambiente ocupacional;
Atendimento às doenças ocupacionais;
Toxicologia ocupacional;
Educação em saúde ocupacional;
Aspectos legais e bioética na atuação do enfermeiro do trabalho;
Atendimento aos acidentes do trabalho;
Segurança e higiene do trabalho.

Ao final do curso, o estudante deve apresentar uma monografia que funciona como trabalho de conclusão de curso (TCC). Esta deverá ser defendida perante banca avaliadora. Para isso, ao longo da especialização, o aluno tem contato com aulas de metodologia científica e algumas das horas da grade curricular são destinadas à elaboração do trabalho.

Esse drive virtual online de Enfermagem do Trabalho que contém a Legislação e Política Nacional de Saúde do Trabalhador, material sobre Patologias Ocupacionais, Saúde Preventiva Ambiental e Ocupacional, Epidemiologia e Enfermagem do Trabalho. Clique aqui e saiba mais!


Dicas para profissionais
  • Drives Virtuais de Enfermagem
  • Apostila de Provas de Concurso para Enfermagem (Enfermeiro)
  • Curso Atendimento Pré Hospitalar de Excelência

  • Comente:

    Nenhum comentário